segunda-feira, 13 de agosto de 2012

As Aventuras de uma Mudança pra Roça


Francisco Bento e Catarina Maria, por Maurício José
O sonho era antigo.

Quando o Francisco nasceu, há quatro anos, até cogitamos sair da capital, mas percebemos que ainda não era hora.

Foi nessa ultima páscoa que decidimos vir pro campo.  E em menos de um mês havíamos vendido nosso apartamento em Santa Teresa no Rio, que para nós foi uma confirmação que o momento chegara.

Desde então começamos nossa aventura. Em pouco mais de 3 meses,  encerramos nosso ciclo na capital carioca, ou melhor mudamos a forma de estar no Rio de Janeiro. Porque vamos manter nossos vinculos lá, mas com a opção de estar em terras mais tranquilas. Foram meses intensos, pra mim, ao menos, cada dia parecia uma semana.

A Matiqueira nos escolheu!
Numa busca pela internet, chegamos a um vilarejo chamado Campo Redondo, zona rural de Itamonte em Minas Gerais. Não sei explicar como, mas o Mauricio e eu, encontramos o mesmo anúncio de um sítio na serra da Lapa, próximo a Resende/RJ. A partir daí chegamos no vilarejo.

Aqui em Campo Redondo descobrimos muitas qualidades que tinham a ver com o nosso 
trabalho, como por exemplo, ser uma região de criação de ovelhas e mulheres tecelãs. Conhecemos dois casais que são amigos de muitos amigos em comum, um deles ligados à Antroposofia.
Outro aspecto que nos chamou a atenção foi a caracteristica do lugar. Vilarejo de aproximadamente 300 familias com características preservadas.

Visto de longe o lugar parece um oratório. Nos encantamos!

O sitio que nos trouxe até aqui, tem uma capela de São Jerônimo tombada pelo IPHAN. Na região há muitas cachoeiras, montanhas, araucárias, que para mim são muito simbólicas.

Dia desses ví muitas gralhas azuis na minha janela. Pra quem não sabe a gralha azul, é o passaro semeador das araucárias. Sou da terra das auraucárias, o Paraná. Me sinto em casa aqui.

Os amigos não entederam direito, alguns só acreditaram mesmo quando viram a casa em caixas.
Pra nós era um sonho antigo. E realizar, era só mais um passo. E o passo foi dado.

Muitas vezes me perguntei se era isso mesmo que queria. Senti medo, coragem, calafrio... O processo foi intenso mesmo. E cada vez que batia a dúvida terrível eu me firmava na possibilidade de experienciar algo muito novo.

Não é fácil sair do conhecido e mergulhar num mundo de incertezas.

O Rio de Janeiro é a cidade natal do meu marido, dos meus filhos e pra mim ofereceu oportunidades incríveis. Fiz amigos, realizei bons trabalhos, parcerias muito bacanas com pessoas e instituições. Mas havia chegado ao fim.

Bem, a mudança em si, foi surreal!
Saímos do Rio no domingo dia 29 de Setembro Agosto e só pra ter história pra contar, nosso caminhão, ficou parado na greve dos caminhoneiros na Dutra até a meia noite de terça. Chegou aqui em Campo Redondo na quarta feira. Minha mãe havia ido me ajudar. Eu havia separado um tanto de roupa pra levar na bagagem de mão. Essas roupas não vieram comigo, ficaram na Dutra, minha mãe não sabia e mandou a mala pro caminhão. Detalhe: não coube tudo num único caminhão, parte da mudança veio no outro dia.

Nossos filhos estavam na casa da minha sogra e também nao podiam vir pra cá, por conta da paralisação. Era um misto de tudo ao mesmo tempo agora em mim.

Sem muitas roupas, sem filhos e sem casa.... decidimos aproveitar. Dormimos muito!

Ter a nossa casa “parada” numa estrada no meio do nada é muito estranho. Todo o meu universo particular estava lá na Dutra. Me dava calafrios só de pensar no que poderia acontecer com o nosso caminhão. O nosso motorista foi guerreiro!

Enfim, ainda temos muitas coisas em caixas. Não sairão tão cedo. A nossa aventura está apenas começando, vamos ainda construir nossa casa, fazer nossa horta, reflorestar nossa nascente... Temos muito trabalho pela frente!

Uma amiga me escreveu dizendo ter a sensação de que estamos voltando pra casa, e é isso mesmo! Voltei para casa. Os pessegueiros estão florescendo. O céu tem tanta estrela que mais parecem pisca pisca... Tudo isso me faz lembrar a menina que fui.
Esse é nosso amigo "galopa", nome dado pelo Francisco.
Nossa visita constante.

Estamos muito bem. Já começamos a articular o reinicio de trabalhos do Ocitocina Atelie. Nossos filhos estão mais calmos. Brincam o dia todo no quintal, e finalmente eles têm as roupas sujas.

Tem sido uma aventura cada vez que resolvemos sair pra cidade. Quando não é um pisar no cocô de vaca ou cavalo, é um desses animais que escapam e a gente tem de ir resgatar antes de seguir. Ou então um deles resolve empacar na porteira ou no meio do caminho.

Aqui na roça o dia tem 24 horas e o silêncio é rei!




25 comentários:

  1. Emocionante! Que vcs sejam muito felizes!

    ResponderExcluir
  2. Maribel conheci um pouquinho de vc e li sua história da mudança e ADoreiiii!!
    Vou voltar mais vezes aqui e "fuçar" um pouco mais!!!
    Um beijo

    ResponderExcluir
  3. Sim sim, tokmaram um rumo parecido com o nosso e é muito bom! Curta cada canto e momento!

    ResponderExcluir
  4. Isso é muito bom, felicidades!
    Nós também saímos da Barra da Tijuca para um sítio em Petrópolis. Foi uma mudança maravilhosa de vida, para nós e as crianças. Sejam felizes!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Katia a gente esperou você ir na frente...rsrsrsrs :)

      Excluir
  5. Muitas palmas pra vcs!!!
    E muita sorte tbm!
    Sejam felizes!!!!!
    Beijos............

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba!!!! Grata pelas palmas e sorte, Lu. DEsejo o mesmo pra vc. Bjao

      Excluir
  6. Tudo isso é lindo e mágico!!!
    Felicidades!!!

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Julia, que relato incrível!!!!
      a gente acabou comprando um sítio exatamente em frente a esse terreno que vc se refere. Venha pra cá, ele ainda está a venda. Coincidencias não existem! Adorei teu relato. Volte para o seu lar!
      :)

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. Nada!
      depois que li seu comentário, percebi que eu havia tirado o link do ar, voltei e devolvi. rsrsrsrs
      Valeu pela lembrança! ;)

      Excluir
    5. ahhh agora vc tem meu email, rsrsrs

      Tenta sim, falar com o Denis. Bjos

      Excluir
  8. Para nós vai demorar mais um pouquinho mas também faremos este caminho de volta para casa.
    Fui criado de pés no chão, na terra e no asfalto. Mas meus primeiros filhos não puderam sujar a roupa como eu acho que deveriam.

    Tenho certeza que os próximos poderão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre será tempo! Sua hora chegará. Grata

      Excluir
  9. Maribel, caí aqui no seu blog quando fiz uma busca "blogs+maes+Rio de Janeiro". E adorei o seu jeito de escrever. Nos mudamos aqui pro Rio neste ano e agora estou retomando o meu blog. Passa lá pra nos conhecer qd tiver um tempinho.
    http://gringuinhos.blogspot.com.br/
    http://www.facebook.com/gringuinhos

    Prazer!
    Adriana

    ResponderExcluir
  10. oI mARIBEL, LEMBRA DE MIM, fLOR?
    Então, felicitações pela mudança para roça! Faz 5 anos que moro numa cidade pequena, Alto Paraíso de Goiás, saí do Rio num suspiro de alívio... Aqui em Alto as coisas se encaminharam de uma forma que acabamos nos instalando no centrinho da cidade, que é turística, e há 2 anos abrimos um Bistrô de Lanches vegetarianos, que vai de vento em popa, crescendo rápido, mas num imovel alugado. Mas o nosso objetivo maior é poder, um dia, comprar nosso sitio tb e eixar a cidade só como nosso comercio. Apesar de ser uma cidade mega tranquila, cercada de cachoeiras, moramos num lugar apertado e com pouco jardim. as crianças (Nosso filha Ellora de 3 e meu enteado Miguel, de 6), amam a natureza e ir na casa de amigos que tem sitio e espaço verde. Mas, a gente chega lá! beijos e tudo de bom!
    Camila Vetter

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Camila amada, claro que lembro de você e muito!
      Saudades.
      Fico feliz em receber notícias suas. ;)

      Excluir
  11. oI mARIBEL, LEMBRA DE MIM, fLOR?
    Então, felicitações pela mudança para roça! Faz 5 anos que moro numa cidade pequena, Alto Paraíso de Goiás, saí do Rio num suspiro de alívio... Aqui em Alto as coisas se encaminharam de uma forma que acabamos nos instalando no centrinho da cidade, que é turística, e há 2 anos abrimos um Bistrô de Lanches vegetarianos, que vai de vento em popa, crescendo rápido, mas num imovel alugado. Mas o nosso objetivo maior é poder, um dia, comprar nosso sitio tb e eixar a cidade só como nosso comercio. Apesar de ser uma cidade mega tranquila, cercada de cachoeiras, moramos num lugar apertado e com pouco jardim. as crianças (Nosso filha Ellora de 3 e meu enteado Miguel, de 6), amam a natureza e ir na casa de amigos que tem sitio e espaço verde. Mas, a gente chega lá! beijos e tudo de bom!
    Camila Vetter

    ResponderExcluir
  12. OI Maribel! Que alegria conhecer esse blog! Eu e meu marido tomamos a decisão de ir morar na roça há um tempo, e estamos vivendo uma época de transição. Entre reprovação de alguns, susto de outros, incredulidade de muitos, achei o máximo encontrar alguém com ideias parecidas com as minhas. Amei o Ateliê também. Depois dá uma olhada no meu blog, se puder: www.rumoaroca.blogspot.com.br. Já virei seguidora aqui. Abraços. Giselle

    ResponderExcluir
  13. Para realizar sonhos tem que ter coragem. Parabens Maribel.

    ResponderExcluir

Boa noite pra quem é de noite, bom dia pra quem é de dia!

Outros Posts do Blog

Related Posts with Thumbnails

Assuntos que se Fala por Aqui

Canções (13) Maternidade (11) Blogagem Coletiva (10) Francisco Bento (9) Amamentação (7) o brincar (7) Parto (6) Gestação (5) MissCup (5) Mistério (5) Notícias (5) Escolhas (4) Eventos (4) Heloisa Lessa (4) Sagrado Feminino (4) Sorteio (4) na radiola (4) Catarina Maria (3) Crises na Maternagem (3) Mamaço Virtual (3) Roda de Mães (3) Aliança Pela Infancia (2) Aprendendo a Falar (2) Brinquedos Feitos à Mão (2) Carregadores de Bebê (2) Clube da Mafalda (2) Coletor Menstrual (2) Manifesto Pela Amamentação (2) Mauricio José (2) Mudanças (2) Parteiras (2) Passeios (2) Sustentabilidade (2) Vida na Roça (2) A Arvore Jardim Waldorf (1) Acolhimento do Bebê (1) Adeus ao Blogger (1) Alimentação Infantil (1) Alimentação de Bebês (1) Argumentação Infantil (1) Birras (1) Bola Fora de Mãe (1) Bom Dia (1) Brinquedos e Consumo (1) Canção (1) Carinho de Filho (1) Carta Aberta (1) Contação de Histórias (1) Conto Sufi (1) Croc (1) Crônicas (1) Dentes Quebrados (1) Dia das Avós (1) Dia das Mães (1) Dia dos Pais (1) Dia dos Santos Reis (1) Doe Sangue (1) Ecologia do Parto e Nascimento (1) Eduardo Galeano (1) Elis Regina (1) Elisa Lucinda (1) Escola (1) Exaustão (1) Excesso de Peso (1) Febre de Mãe (1) Feira Livre (1) Feliz 2012 (1) Feliz Ano Novo (1) Feliz Natal (1) Fernando Pessoa (1) Francisco Gregório Filho (1) Gisele Bünchen (1) Honrar a Criança (1) Infância Livre de Consumismo (1) Ir ao banheiro (1) Leite Materno Contaminado (1) Lombar (1) Mamaço Nacional (1) Mercado de Trabalho (1) Michel Odent (1) Nina Veiga (1) Ninando (1) Ocitocina Atelie (1) Oficina de Boneca Waldorf (1) Praças (1) Preguiça (1) Processo (1) Receitas (1) Relato de Parto (1) Resultado Sorteio (1) SOS Região Serrana RJ (1) Sapatos (1) Segurança no andar (1) Selinhos (1) Shantala (1) Tempo para Comer (1) Troca de Brinquedos (1) Ultrassonografia (1) Volta ao Trabalho (1) Vídeos (1) na moviola (1)

Gente Boa de Papo