quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Boas Notícias para 2011!

"Oh, tenho uma ótima notícia para vocês hoje. Que boa notícia? E se eu contar para vocês que mais uma vez este ano teremos quatro estações exatamente na mesma ordem que no ano passado? Sim! Na mesma ordem que conhecemos e amamos há tempo. Pensem só! Mais uma vez este ano a Primavera dará lugar ao Verão, que será fielmente seguido pelo Outono e, inevitavelmente pelo Inverno. E, depois disso, o ciclo vai nos levar de novo para outra Primavera, e assim por diante. Oh, que alívio. Que notícia mais frutífera."


Trecho do livro "Honrar a Criança Como Tranformar Este Mundo" organizado por Raffi Cavoukian e Sharna Olfman.






Feliz Ciclo Novo!


Feliz Ano Novo! 

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Hoje é Natal!

Maria e o Menino
"... Hoje é Natal. Falemos, portanto, não do Cristo da história, mas da criança - semente de sol - que acaba de brotar. No miolo do tempo do mundo, uma criança acaba de nascer. O boi, o burro, o feno, a manjedoura, a gruta, o pai, a mãe, a estrela. Os espaços infinitos. A doçura da noite. O sofrimento da carne que dá à luz do mundo a luz do mundo.A criança que acaba de nascer é a luz do mundo. Não a busquemos no passado remoto, começo de era. Busquemo-la ao alcance da mão. Neste momento, uma criança acaba de nascer. Dezenas, centenas, milhares de crianças acabam de nascer. Os frutos dourados do prazer da carne, desta carne a quem a Criança Eterna investiu de uma dignidade infinita. O corpo, a carne, a comida o concreto vigor do abraço, onde Deus fulge. Fúlgida luz. Tudo é uma beleza.

É uma beleza que se faz. Deus se constrói, doridamente, com as mãos, as ferramentas, disciplinada carpintaria. O carpinteiro José. Maria, dona de casa. O aprendiz carpinteiro, menino Jesus, trabalha com as mãos, fabrica seus barcos, seus arcos. A criança. A flor. O fruto. A grande empreitada cósmica se encorpando, complexa, através de milhões, bilhões, trilhões de anos. Toda criança é um deus que nasce. Tecido, tapete trançado, espessura carne feita de tantos, tantos fios. Tantas fibras: luz, treva, espaço, tempo, energia, matéria, matemática, a palavra. O Cristo que nasce é uma criança que nasce. Deus que explode, bendito fruto do vosso ventre, ave, Maria. Somos deuses, por decreto de uma criança que nasce. Carregamo-la conosco: nosso centro. Entre quedas, desistências, covardias e grandezas, somos deuses. Há uma criança divina, em nós, que quer nascer. A insofrida antemanhã. Qua a cada momento a ajudemos a nascer. A incessante maiêutica. O parto, na agonia, do Caminho, da Verdade e da Vida. Por mão do mestre Jesus, carpinteiro, companheiro, pescador de peixes e de homens. Lúmen."





Trecho do livro: 
"Meditação de Natal" de Helio Pellegrino, Editora Planeta.

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Catarina 3 Meses

Hoje acordei alegre, alegre.
Parecia passarinho tomando banho em bando.
Catarina minha flor, minha flor de maracujá, hoje faz 3 meses.


Hoje acordei alegre, alegre.
Parecia passarinho tomando banho em bando.

Parabéns Pequena!



Arquivo Pessoal: Catarina Maria
Foto: Mauricio José



Quem Fala o Que Quer Escuta o Que Não Quer

Quem me conhece sabe que sou a rainha dos "bola fora"...
Minha língua é mais rápida que meu bom senso... quando ví já foi!
Aí, só o que me salva é minha gargalhada cavalar.
Se é que me salva mesmo!?! 
Pelo menos dissolve a tensão pro meu lado.... rsrsrsrs


Bem, entra no elevador uma distinta senhora avó de dois netos graciosos. Olha pro meu filho ainda pequenino na Kepina e diz: 
"Ai, nessa idade que é bom, ainda não fala nada. Não desobedece. Agora, os meus estão levados, bocudos. O mais velho acabou de dizer pra mim: Vó! como você é chata!!!"



Respondi na mesma levada: - "Criança é incrível! Como eles são sinceros!"


Nesse exato momento a porta do elevador abriu. Por sorte era o andar dela....


Ela se foi com "uma cara" ao som da minha gargalhada.... 
Porque não tinha o quê fazer. Só rindo de mim.


Bom, na minha terra tem um ditado "quem fala o que quer escuta o que não quer"....


Não sei como ela ainda me cumprimenta.
Talvez porque ela venda Natura...

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Dona das Divinas Tetas!!!

Fomos à praia dia desses.
Sim fui á praia! Bem cedinho e com muita sombra pra Catarina. 
Eu precisava desesperadamente.


Fomos à praia dia desses.
Peitos fartos pra Catarina e alguns olhares envergonhados.
Olhares envergonhados?

Sim, infelizmente pude observar algumas pessoas com vergonha daquela cena de mamífero sendo alimentado.


Em pleno Rio de Janeiro? 
Em pleno futuro?


...


Que lástima!


Pra você que não consegue ver uma fêmea do animal Homem amamentar seu filhote, te ofereço esta canção.


Estrela!

Dia desses, o Francisco voltou da escola e enquanto eu tentava fazê-lo dormir ele me presenteou com uma linda estrelinha imaginária.
Tirou de sua maõzinha pequenina uma brilhante estrela, coloquei delicadamente nos cabelos...

- Mamãe a estrelinha caiu.
Tirou dos meus ombros e devolveu nas minhas mãos. Então, coloquei a estrelinha para dormir ao lado dele.


Saí do quarto motivada e corri para "fabricar" uma estrelinha.
Cortei, costurei com as mãos, enchi com lã de carneiro e alfazema, bordei, e coloquei do lado dele.


Acordou e eu na maior expectativa.
- Filho, Olha! Caiu do céu pra você!
Tomou a estrelinha nas mãos, olhou olhou... sorriu
- Um balão mamãe!
- Uma estrela, filhote!
- Um balão, mamãe!


Ok! Um balão.....


Sai do quarto com cara de tacho.


Deixei lá  a "estrelinha balão" com a esperança de que ela se tornasse uma estrela.


O marido resolveu ajudar e num dia ao acordá-lo no meio da tarde, Papai cantou para as estrelinhas (O Francisco adora estrelas e canções de estrelas), tomou a "estrela balão" nas mãos e disse:


- Filho, caiu um estrelinha do céu para você.


Ele olhou, olhou, tomou nas mãos e sentenciou.


- Precisa concertar!


DESISTO! a "estrela balão" vai sumir.


Não dá para enganar o sexto sentido das crianças. 


Estrelas são harmônicas e representam o homem na terra. 


Já a minha estrela... bem, a minha estrela é uma releitura de uma estrela...




Arquivo Pessoal: Estrela Balão
Foto: Maribel Barreto

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

2010, Um ano Valente!

Que Saudades do meu querido Blog de Mãe!

Por aqui passaram uns tsunamis, maremotos, tornados....

Entre Catapora, crises e mais crises de ciúmes do Francisco, estafa do Mauricio, documentação de compra e venda do apartamento, crise existencial e materna.... bhá! Não aguentei e cai na lona.

Tive todas as "itites". 
Cada fórmula homeopática minha é um verdadeiro tratado médico.

Aqui em casa não temos ajudante e somos o Mauricio e eu para dar conta do lar... O Mauricio faz muito pela casa, mas agora no final do semestre com boletins e reuniões de pais. 
A pressão foi tamanha que virou um torcicolo tipo "Frankenstein". 
Coitado!

Bem, coitada de mim! 
Em casa com o Francisco de Catapora. 

Esse ano vou te falar, hein?! eita ano! 
Acho que foi por conta do tigre no horóscopo chinês, tem de haver uma explicação!

Mas voltando à minha batata quente. Ui queimei!

Esse ano, foi para os valentes. 

A Gente aqui começou Janeiro com a  notícia da gravidez. Susto! Susto mesmo! eu estava me preparando para adaptar o Francisco na escola e me readaptar ao mercado de trabalho. 
Afinal, eu já estava em casa me dedicando à cria desde a gravidez e a nossa situação financeira precisando de um gás. 
Pois bem, a notícia me deixou mal. 
Logo agora que eu ia refazer meu book? 
Vou ter que ficar mais 2 anos em casa... 
Pra mim foi duro, tive que rever meus planos. 
O susto foi tão grande pra mim, que quem me procurou foi a parteira, perguntando se estava tudo bem... 
Desabei! 
Sim estava tudo bem fisiológicamente, mas minha cabeça ...

Passado o susto, fui curtir o barrigão. 
Mas antes mesmo de começar, mais novidades. 
Vendemos o apartamento na primeira visita, numa sexta feira ao meio dia. Como assim? Sim, Parabéns! seu apartamento foi vendido. Bacana! Mas e agora? Onde vamos morar? vai dar tempo de fazer a mudança antes do bebê nascer? e se? ah?... 
Estamos há meses lidando com papéis e novidades e só vamos nos mudar no ano do Coelho. 
Catarina nasceu e ainda estamos no mesmo endereço. 

E o Barrigão?

Que gestação foi essa? 
Fiquei exausta e mal humorada por 41 semanas. 
Não curti direito o barrigão e ainda não consegui curtir bem a pequena... 
Ralação direto!

E quando eu acreditava que poderia descansar enquanto o Francisco íria pra escola... no meio do caminho havia uma pedra.
Tivemos que retroceder e o Francisco passou a ir primeiro 2 x e depois 3 x por semana. 
Foi barra pra mim.

Nosso estresse começou bem antes da Catarina nascer.
Entre a culpa, as cobranças e as tentativas de encontrar soluções, vamos nos esfarrapando e remendando os curativos.

Nas últimas semanas, fiquei tão mal, que eu não conseguia dar conta nem das necessidades básicas da casa. 
Mal o almoço saia no horário. 
Entrei num buraco negro e tive a impressão que jamais eu conseguiria sair dele. 
Olhava pro meu filho e pensava: - "perdi meu filho! Perdi tudo!".

É desesperador ter que escolher quem vai chorar. 
Um chora para chamar a atenção, a outra por necessidades. 
Os dois precisam de ajuda e afeto. 
E quem acaba ficando pra depois é o mais velho.
E a mãe partida.

Mas nem tudo está perdido.
Segunda feira, enfim consegui ir à Roda de Mães, e com a ajuda da Érica, da Camila e do grupo estou conseguindo reorientar meu dia com o Francisco. 
As melhoras são visíveis. 
Pequenas atitudes, Grandes Mudanças!

Uma Roda de Mães é tudo que precisamos nessas horas. 
Mulheres diferentes com problemas iguais. 
Alí a gente troca, confidencia, bota tudo num caldeirão e saímos de lá renovadas, com forças para sermos mães, mulheres autênticas, empoderadas de nossas maternagens.

Ser Mãe, não é fácil!
Maternar requer de nós olhar pra dentro, e nem sempre o que enxergamos é suave, é brisa. 
Eu tenho visto bons temporais.
Mas já vislumbro o Sol.




segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Nascer é uma Arte!

Um trabalho inspirador da Artista Plática Amanda Greavette.





Visitem o Blog dela e esse Site, tem mais telas lindas lá.



domingo, 7 de novembro de 2010

Crianças e Bebês e Seus Perfis na Rede

Lí no Blog da Ti, um post sobre Bebês e Crianças com perfil na internet. O post se referia a uma matéria na Revista Crescer sobre o assunto, que segundo uma pesquisa 81 % de crianças  de até dois anos tem um perfil na rede.

Achei o número absurdo, e comentei com meu marido. Tivemos uma boa conversa sobre o assunto.

O Maurício sempre foi contra divulgar fotos de crianças na rede.
Até para mandar uma foto dos nossos pequenos, via E-mail para amigos, ele fica tenso. Não sem razão. Eu também compartilho da mesma opinião.

Arquivo Pessoal:
Francisco Bento e Catarina Maria
Foto: Mauricio José

No início não postava fotos do Francisco na minha rede social, mas com o tempo fui relaxando e postando uma aqui, outra acolá.


Com o nascimento do Blog de Mãe, acabei postando mais fotos do realmente deveria. 

Vez ou outra o Mauricio pergunta intrigado, quem é essa ou aquele que comentou uma foto nossa no FB. Digo ser fulana ou ciclano de tal lugar. Como venho de Curitiba, tenho muitos amigos que ele não conhece. Mas o que mais o incomoda é o fato das fotos da nossa intimidade familiar, estarem na rede. 

Claro que tomo o devido cuidado para não postar fotos com amigos e não criar uma situação delicada com alguém. Mas, confesso que é difícil não postar nada, porque além de tudo, o Mauricio faz belas fotos.

Apresentar nossos filhos ao mundo nos enche de alegria, mas expô-los na rede pode ser sim perigoso. Quantos acessos temos diariamente em nosso blogs ou redes sociais? Quem acessa? E o quê as pessoas fazem com as imagens que postamos?

Não raro temos casos de roubo de perfil, e com as informações que postamos possibilitamos até casos de seqüestros. A rede não é inocente, pessoas fazem o que querem , apesar de toda a segurança existente. Para se ter uma idéia do que circula na rede, basta digitar no google, em imagens, nomes como pião, roda, pula, menina, entre outras, que vocês se surpreenderão com o que aparecerá.

Porém, essa discussão me faz levantar uma série de perguntas. 

Eu, particularmente acho que uma imagem é apenas uma imagem. E imagem é um registro de um tempo que já passou. 

Ao mesmo tempo vivemos um momento único. A internet possibilita encontros e desencontros.  

Antigamente as mulheres iam para as praças conversarem com outras mães e trocarem suas experiências. Nós, mulheres urbanas emprestamos a rede para pescar idéias e soluções. E por isso nos sentimos em casa, e acabamos colocando nossos filhos na tela, porque estamos entre amigas.

Arquivo Pessoal:
Francisco Bento e Catarina Maria
Foto: Mauricio José
Aqui em casa nossos filhos não têm acesso à TV, DVDs, Internet, telefones. Preservamos a infância deles baseados nas nossas escolhas e convicções. No tempo certo, eles terão acesso à mídia, por ora não. Então, logo, postar fotos dos pequenos, imagino eu, está na contra mão das nossas escolhas. E nisso o Mauricio tem razão. Mesmo com todo o cuidado na escolha da foto, concluo que estou expondo meus pequenos sem necessidades para tal. Coerência é tudo.

Portanto, em respeito à nossa família, não postarei fotos dos pequenos, até que me provem o contrário, ou então que eu consiga de fato proteger essas imagens.

Enquanto isso, sigo por aqui aprendendo a maternar e dividindo com vocês essa aventura.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Plural

Quer mais informação?
Tenha Filhos.
Por volta de seus dois anos vocês serão fonte garantida. 
E com certeza você será a "Fonte".  
Juntos, qualquer grande redação ficará no chinelo.



Aqui em casa o Francisco  Bento está a todo vapor.
Tu isso, mamãe? - Colher filho. - tulér.
Tu isso, mamãe? - Porta - pota
Tu isso, mamãe? - Meia - mei
Tu isso, mamãe? - Camiseta - tumiseca
Tu isso, mamãe? - Pimenta
Ade boca, mamãe? Ade Boca? - Arde filho.


"Tu isso, mamãe?" e um dedinho apontador acompanhado a pergunta, pra cá e pra lá o dia todo. 
A todo momento. 
Não basta responder, tem que olhar também.


Ufa! Haja resposta e paciência pra responder o que já se respondeu 35 vezes na mesma manhã.


Mas, o bom mesmo é o plural.


Dia desses lavei suas "nanas", os paninhos que ele usa pra dormir. Estavam penduradas no varal, e ele saiu com essa:


- As nanas tomáros banhos, mamãe?
-.... risos
- Tão secandos!!!
- kkkkk


Bom mesmo é o plural! Ter filhos nos "pluraliza."


Viva!



quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Assim falou Loló!

"Não é mole não!" Assim dizia Loló.

Loló, era uma vizinha da tia Mariazinha. 
"Não é mole, Não!" era seu jargão, quando ficava desesperada com seus rebentos arrebentando a boca do balão e do estômago.

Não é mole mesmo, Loló!

Tô aqui na pilha com dois. 
Escolhendo o chorador da vez. 
Fazendo almoço com a Catarina na Kepina; panelas queimando; negociando com o Francisco na hora da mamada; segurando no ar uns brinquedos voadores; livrando a cara, pernas e braços da Catarina de possíveis mordidas; Cólicas; meus banhos que só rolam a tarde; as contas esquecidas na gaveta e o aviso de corte batendo na porta e um marido fulo com isso; Explico: as contas da casa eu administro, porque ter marido pisciano é tudo de bom, mas as contas... que contas? hã?.. esquece!

Ufa!

Loló é uma sábia!

E com tudo isso, ainda tem o francisco falando pelos cotovelos. Posso mamãe, posso? 
o que filho? 
posso mamãe, bater nela? 
quê? 
não filho, não pode.... 
Ah! sim ele me vê batendo nas costinhas dela depois da mamada... deve ser isso. 
Posso mamãe, dar pulão? pode filho... 
ai Cuidado! da janela cai.
"Posso mamãe, posso?" não significa pedir autorização. É uma aviso de que algo vai acontecer, mas o quê vai acontecer independente do meu consentimento. 
Mas que acontece, acontece. 
E como acontece!

Loló, Loló! Nunca te vi, sempre te amei.

7 horas da manhã aqui em casa, já são meio dia. Dia desses liguei pra amiga, atendeu com voz de sono... ui foi mal, depois eu ligo... nem liguei mais, que vergonha! 
O Francisco acorda com as cotovias... as 5 e meia da matina. Feliz feito rouxinol.

Email então, nem respondo. Quando sento aqui, fico boquiaberta e mal consigo raciocinar... espio e quando vou apertar o "enter", tem um choro me chamando.

Loló, você vai virar uma santa. Santa Loló!

E eu ainda quero o terceiro. Minha amiga Fabiana, tem 3 meninas. Ela é minha inspiração! Tem casa, cachorro, 3 filhas, marido, twitter, e ainda faz bonecas.

Arquivo: Catarina Maria e Francisco Bento
Foto: Mauricio José
Sim, eu quero 3 filhos. Isso é público! Já o marido e a parteira... eu ainda os convenço.

Loló, não estou reclamando, não. Hoje consegui consertar um boneco do Francisco, passear com eles na rua, almoçar na hora certa, estender roupa, ligar pra pediatra, bordar uma camiseta, pregar botão, responder email, bater papo furado com o marido, e agora estou aqui, blogando feliz da vida enquanto a casa dorme em silêncio. 
Ouço apenas a ventoinha chata do meu computador e a rua molhada pela chuva.

Loló, tô me virando. 
Aprendendo a ser polvo e ter 8 olhos como as aranhas. 
Um dia chego lá. 
Não é mole, não!

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Colo de Mãe Só Existe Um











Nem precisa legenda.

Fotos extraídas do Blog Cinematerna, não se sabe a fonte.


*   *   *   *   *

Fiquei imaginando a reação das pessoas ao vê-la chegar na sessão. 

Eu, quando o Francisco era pequenino, ia com ele na Kepina para as escolas contar histórias. Quando eu chegava, as pessoas primeiro imaginavam que meu braço estava quebrado, e eu estava de tipóia, quando se davam conta de que dentro daquele "saco" havia um bebê, as reações variavam em todas as tonalidades. Era um misto de surpresa e preocupação, pois como é que ela vai contar histórias com "essa criança".Às vezes até me perguntavam se a babá estava chegando. Eu dizia: Não. E a tensão era nítida. Algumas professoras se colocavam à disposição prontamente para segurar meu filho. Eu agradecia e dizia: Não, está tudo bem. E a tensão era nítida.

Nunca precisei interromper uma única sessão de contação de histórias. Meu "briochinho" ficava lá dentro da Kepina, escondidinho, mamava, dormia, dormia, mamava. As vezes tirava a cabeça pra fora pra ver o "mundo" e o delírio era geral. As crianças enlouqueciam, porque até então não haviam se dado conta de que dentro daquele "saco" havia um bebê. 

Contei muita história portando Kepina, e no final das longas sessões, as professoras vinham nos elogiar. Achavam incrível ele não ter chorado nem uma vez...

Colo de Mãe só existe um... Não interessa onde estejamos.

sábado, 9 de outubro de 2010

Boa Hora









Durante a segunda gravidez, a Helô nos disse que antigamente as mulheres grávidas apenas geravam, não faziam mais nada. Dando o devido espaço ao tempo que necessitavam para gerar com saúde o Ser que se aproximava. Por isso, uma gestação espalha saúde a sua volta. Na conquista de um lugar ao sol no mundo moderno, muitas mulheres se esqueceram de manter na bagagem a possibilidade de serem Deusas na Terra. As sacerdotisas da evolução humana.


Nada de saudosismo.
Conquistem o que vocês quiserem:
Usem calças compridas, biquínis e queimem os sutiãs.
Aprendam a dirigir carros, ônibus e caminhões.
Fumem cigarros, cachimbos e charutões.
Trabalhem fora e ganhem mais que os Maridos e os Ricardões.
Há quem diga que isso é do humano.
não privem a humanidade do que só vocês sabem fazer, gerar, alimentar e educar, "à moda antiga", Seres Humanos saudáveis, uma espécie rara em nosso planeta. O cultivo dessas qualidades nos faz humanos.

Arquivo: Grávida do Francisco Bento
Foto Mauricio José
Maribel nunca foi tão bela como enquanto grávida. Sinto saudades daquela barriguda andando pela casa, suave onda que passa, e faz mover tudo a sua volta. Um simples abraço já não envolve, é preciso se esticar como quem abraça uma grande árvore. Onde havia um único ser, passam a coexistir dois. À medida que cresce um, crescem os dois, e levam consigo que estiver por perto. Algo de novo nasce na condição dessas mulheres. E de repente, a vida muda por inteiro.







Arquivo: Grávida de Catarina Maria
Foto Mauricio José
Por sorte, a vida nos reservou duas gestações desfrutadas até o último instante. Por mais que tentássemos trabalhar mais, fizéssemos planos, projetos, e quase enlouquecêssemos pela falta da grana, o que tivemos foi tempo para que Maribel gerasse e visse o que o tempo é capaz de proporcionar ao Ser Humano.


Agradeço às mulheresmães, parideiras ou não, por encherem o mundo com sua beleza, força e suavidade. Agradeço a Minha Mãe, Minha Esposa, Minha Filha e Filho, por abrirem meus olhos, e me faz permitir que entre a Luz.


Boa Hora a todas vocês.


Mauricio José

Arquivo: Familia
Foto Mauricio José






Outros Posts do Blog

Related Posts with Thumbnails

Assuntos que se Fala por Aqui

Canções (13) Maternidade (11) Blogagem Coletiva (10) Francisco Bento (9) Amamentação (7) o brincar (7) Parto (6) Gestação (5) MissCup (5) Mistério (5) Notícias (5) Escolhas (4) Eventos (4) Heloisa Lessa (4) Sagrado Feminino (4) Sorteio (4) na radiola (4) Catarina Maria (3) Crises na Maternagem (3) Mamaço Virtual (3) Roda de Mães (3) Aliança Pela Infancia (2) Aprendendo a Falar (2) Brinquedos Feitos à Mão (2) Carregadores de Bebê (2) Clube da Mafalda (2) Coletor Menstrual (2) Manifesto Pela Amamentação (2) Mauricio José (2) Mudanças (2) Parteiras (2) Passeios (2) Sustentabilidade (2) Vida na Roça (2) A Arvore Jardim Waldorf (1) Acolhimento do Bebê (1) Adeus ao Blogger (1) Alimentação Infantil (1) Alimentação de Bebês (1) Argumentação Infantil (1) Birras (1) Bola Fora de Mãe (1) Bom Dia (1) Brinquedos e Consumo (1) Canção (1) Carinho de Filho (1) Carta Aberta (1) Contação de Histórias (1) Conto Sufi (1) Croc (1) Crônicas (1) Dentes Quebrados (1) Dia das Avós (1) Dia das Mães (1) Dia dos Pais (1) Dia dos Santos Reis (1) Doe Sangue (1) Ecologia do Parto e Nascimento (1) Eduardo Galeano (1) Elis Regina (1) Elisa Lucinda (1) Escola (1) Exaustão (1) Excesso de Peso (1) Febre de Mãe (1) Feira Livre (1) Feliz 2012 (1) Feliz Ano Novo (1) Feliz Natal (1) Fernando Pessoa (1) Francisco Gregório Filho (1) Gisele Bünchen (1) Honrar a Criança (1) Infância Livre de Consumismo (1) Ir ao banheiro (1) Leite Materno Contaminado (1) Lombar (1) Mamaço Nacional (1) Mercado de Trabalho (1) Michel Odent (1) Nina Veiga (1) Ninando (1) Ocitocina Atelie (1) Oficina de Boneca Waldorf (1) Praças (1) Preguiça (1) Processo (1) Receitas (1) Relato de Parto (1) Resultado Sorteio (1) SOS Região Serrana RJ (1) Sapatos (1) Segurança no andar (1) Selinhos (1) Shantala (1) Tempo para Comer (1) Troca de Brinquedos (1) Ultrassonografia (1) Volta ao Trabalho (1) Vídeos (1) na moviola (1)

Gente Boa de Papo